HMA | NRCP PUC/RJ
HMA | NRCP PUC/RJ

Henrique Mindlin Associados Arquitetura e Planejamento | Núcleo Regional de Competência em Petróleo PUC/RJ

press to zoom
HMA | NRCP PUC/RJ
HMA | NRCP PUC/RJ

Henrique Mindlin Associados Arquitetura e Planejamento | Núcleo Regional de Competência em Petróleo PUC/RJ

press to zoom
HMA | NRCP PUC/RJ
HMA | NRCP PUC/RJ

Henrique Mindlin Associados Arquitetura e Planejamento | Núcleo Regional de Competência em Petróleo PUC/RJ

press to zoom
HMA | NRCP PUC/RJ
HMA | NRCP PUC/RJ

Henrique Mindlin Associados Arquitetura e Planejamento | Núcleo Regional de Competência em Petróleo PUC/RJ

press to zoom
1/4

PUC-RJ NRCP

Rio de Janeiro/RJ
2007
 
Projeto construído

EQUIPE ARQUITETURA:

 

Henrique Mindlin Associados S/A

Arquitetura e Planejamento.

 

INFORMAÇÕES TÉCNICAS:

 

Área Total Construída: 13.220m²

PUC-RIO, Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea - Rio de Janeiro/RJ

 

O Edifício foi especialmente projetado para as atividades de pesquisa e desenvolvimento de temas de interesse da PETROBRAS, destinado a Professores, Doutores, Pesquisadores, Técnicos e pessoal da Universidade PUC-Rio.

A construção foi executada no Campus da Universidade, em área próxima ao Ginásio de Esportes; e adota as melhores técnicas de projeto e construção, obedecendo integralmente às legislações Municipal e Estadual e ao Plano de Massas da PUC-Rio (no que se refere à ocupação do espaço urbano inserido no zoneamento do Bairro da Gávea).

A edificação é composta de subsolo, piso térreo em pilotis, e sete pavimentos tipo para salas e laboratórios; possui ocupação racional para se obter uma maior integração entre as diversas redes temáticas e a maior eficiência no desenvolvimento dos trabalhos que ali serão realizados. Para a definição dos espaços, adotou-se o módulo arquitetônico de 1.25m x 1.25m, mais adequado ao dimensionamento dos espaços de trabalho e locação das divisórias internas; facilitando futuras alterações de layout, na medida em que todas as instalações de tomadas, lógica, iluminação e ar condicionado são distribuídos em função da modulação proposta.

As prumadas de circulação vertical foram localizadas na área central do edifício, atendendo as duas alas de maneira direta, minimizando as circulações e facilitando a divisão de setores de laboratórios solicitados no programa.

Encontram-se também na parte central do bloco o conjunto de sanitários, copa, escada, sistemas hidráulico, elétrico e de telecomunicações, facilitando a sua distribuição nos pavimentos tipo.

O volume prismático resultante permite leituras múltiplas, na medida em que as fachadas Norte e Oeste foram tratadas de maneira especial; com recuos das empenas envidraçadas e elementos metálicos suspensos formando brises horizontais, e criando áreas de sombreamento. Foi previsto no detalhamento das esquadrias de alumínio, proteção acústica e vidros laminados serigrafados.

O projeto de arquitetura contém os seguintes conceitos de sustentabilidade:

 

Forma e Layout:

  • Flexibilidade: facilidade na reestruturação interna;

  • Elasticidade: capacidade de extensão;

  • Evolutividade: capacidade de integrar inovações técnicas;

  • Neutralidade: aceita mudanças de uso.

 

Eficiência Energética

  • Captação de águas pluviais para reuso;

  • Sistema de ar condicionado utilizando unidades resfriadoras, possibilitando o controle de temperatura relativo aos ambientes atendidos;

  • Projeto de iluminação elétrica setorizado e complementar da iluminação natural.

 

Laboratórios

 

Edifício garagem:

Visando facilitar o funcionamento do NRCP e atendendo às posturas municipais e ao Plano Diretor da PUC-Rio, foi prevista a construção de Edifício garagem com subsolo e cinco pavimentos, totalizando 8.000m² de área construída e 283 vagas.